Alinhamentos e recuos frontais

Percepção da estética do espaço aberto público

  • Gabriela Costa da Silva Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
  • Chrystiane Knapp Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
  • Antônio Tarcísio da Luz Reis Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
Palabras clave: desenho urbano; espaço urbano; estética urbana; percepção; planejamento urbano
  • Ingresos a esta página - 0 veces.
  • Galeras de Resumen descargadas - 0 veces.
  • Galeras de Texto completo descargadas - 0 veces.

Resumen

Este artigo investiga os efeitos de diferentes frentes e edifícios de edifícios na percepção da estética do espaço público de acordo com grupos de pessoas com diferentes níveis de trenamento educacional. Isso foi realizado em um estudo na Cidade Baixa, Porto Alegre / RS, iniciando com a seleção de seis interfaces com as seguintes características: edifícios com diferentes edifícios (máximo de 6m); edifícios com o mesmo retorno em relação à passagem pública (máximo de 6m) e edifícios com acesso público ou passagem pública. Você recebe um rabo de uma porra através de questionários para moradores de Porto Alegre / RS. Os resultados indicam a maior apreciação de dois arquitetos, dois edifícios confiáveis ​​e com um relacionamento direto com você.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor

Gabriela Costa da Silva, Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel; 2014), mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo (PROGRAU) da Universidade Federal de Pelotas (2016). Atualmente, é doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional (PROPUR) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Tem interesse nos seguintes assuntos: planejamento urbano e regional, percepção ambiental, desenvolvimento urbano, reestruturação urbana, megaeventos esportivos.

Chrystiane Knapp, Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Formada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS. É mestranda no Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional (PROPUR), da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Foi professora de Desenho I e II e Técnicas de Representação Arquitetônica, na mesma universidade (UFRGS). Tem interesse nos seguintes assuntos: planejamento urbano e regional, percepção ambiental, desenvolvimento urbano, capacidade de locomoção, comportamento de mobilidade, mobilidade urbana.

Antônio Tarcísio da Luz Reis, Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Formado em Arquitetura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS; 1980), Ph.D. na Escola de Pesquisa de Pós-Graduação - Oxford Brookes University (1992) e pós-doutorado na Universidade de Sydney (2003). Atualmente é professor da Faculdade de Arquitetura e do PROPUR (Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional) da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), pesquisador e consultor do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Possui experiência em Arquitetura e Urbanismo, com ênfase nos seguintes tópicos: análise e avaliação espacial, percepção ambiental, design urbano e habitacional, avaliação pós-ocupação, segurança urbana e estética.

Publicado
2020-12-21
Cómo citar
da Silva, G., Knapp, C., & Reis, A. T. (2020). Alinhamentos e recuos frontais. ARQUISUR Revista, 10(18), 76-91. https://doi.org/10.14409/ar.v10i18.9466